DICAS DE CONCORDÂNCIA – Haja vista ou haja visto – CONFORME ou CONFORMES? – É PROIBIDO ou É PROIBIDA? – EXTRA ou EXTRAS? – Dicas de Português, Dúvidas de Português, Língua Portuguesa, Matéria Português.

Haja vista ou haja visto? Veja dicas de concordância

DICAS DE CONCORDÂNCIA

1.  CONFORME ou CONFORMES?

a) Como conjunção conformativa (=segundo, como) é invariável:

“Fez tudo CONFORME os procedimentos estabelecidos.”

“CONFORME as leis vigentes, esta é a única solução.”

b) Como adjetivo, deve concordar com o substantivo a que se refere:

“Durante a auditoria, só encontraram produtos CONFORMES.”

“Ficaram CONFORMES (=CONFORMADOS) com a atual situação.”

2.  É PROIBIDO ou É PROIBIDA?

Só concorda com o substantivo se estiver determinado:

“É PROIBIDA a entrada de estranhos.”

“É PROIBIDO entrada de estranhos.”

“A bebida alcoólica não é PERMITIDA.”

“Bebida alcoólica não é PERMITIDO.”

“Demissão em massa não é BOM para o governo.”

“Sua demissão não foi BOA para o governo.”

3.  EXTRA ou EXTRAS?

EXTRA, como adjetivo (abreviação de EXTRAORDINÁRIO), deve concordar com o substantivo a que se refere:

“Trabalhou muitas horas EXTRAS.”

“Fez vários serviços EXTRAS.”

4. HAJA VISTA ou HAJA VISTO ?

HAJA VISTA é invariável.

“Ele foi demitido HAJA VISTA o problema surgido.”

“Ele foi dispensado HAJA VISTA os pontos atingidos.”

“Ele foi reprovado HAJA VISTA as notas tiradas.”

VOCÊ SABE…

1º) qual é a origem da palavra impostor? E de onde vem o verbo sabatinar?

Na origem, impostor era a autoridade que cobrava ou criava

impostos. Hoje em dia, impostor passou a significar “mentiroso, enganador”.

Essa mudança semântica se deve provavelmente à falta de caráter e de escrúpulos dos cobradores de impostos. Certamente foi a atitude dos impostores que transformou o sentido da palavra.

Algo semelhante deve ter ocorrido com a palavra tratante. Se o estudante é aquele que estuda, se o atendente é quem atende e se o dirigente dirige, o tratante só poderia ser aquele que trata. Possivelmente, o tratante de tanto tratar, mas não cumprir o trato, passou a ser o atual tratante, ou seja, aquele que não cumpre os tratos que faz.

Antigamente, no nosso ensino, eram comuns as provas feitas aos

sábados. Daí a origem das sabatinas. As provas mudaram de dia, mas o verbo sabatinar ficou. Hoje é sinônimo de arguir.

Em Brasília, sabatinar um político na sexta-feira é impossível. O problema não é o fato de a sabatina ter de ser feita só aos sábados. Hoje em dia, uma sabatina (=arguição, prova) pode ser feita em qualquer dia da semana. Difícil é encontrar algum político em Brasília na sexta-feira!!!

2º) O que o algodão é o filólogo têm em comum?

É o amor. O algodão é hidrófilo, ou seja, é “amigo” (filo) da água (hidro); e o filólogo é “quem ama” (filo) as palavras, a boa fala (logo).

Os elementos “filo” (=amigo, quem ama), “hidro” (=água) e “logo” (=palavra, fala) vêm do grego.

O algodão é hidrófilo (=amigo da água) porque é absorvente. É interessante lembrar que “filia” (=amor) se opõe a “fobia” (=aversão, medo).

Meu amigo e acadêmico Evanildo Bechara sempre lembra a origem da filologia, que o filólogo é, antes de tudo, um “amante da palavra”, um “amante da boa fala”.

É importante observar a presença do elemento grego “filo” em outras palavras: filosofia = amante (filo) do saber (sofia); filantropia = quem tem amor ao ser humano (antropo); necrofilia = quem ama o morto (necro); pedofilia = quem se sente atraído por criança (pedo)…

Quanto ao elemento “logo” (=palavra), é interessante registrar: logopedia = logo (palavra, fala) + pedia (criança); logomania = mania de palavras; monólogo = fala de um só (mono); diálogo = por meio (dia) da palavra; neologismo = nova (neo) palavra…

DESAFIOS

1º) O que é isonomia?

a)    duas pessoas de nomes iguais;

b)    doença cardiovascular;

c)    igualdade.

2º) Que significa deferir?

a)    aprovar;

b)    diferenciar;

c)    diferençar.

Respostas:

1º) letra (c) = “iso” significa “igual”. Certa vez, li num bom jornal: “A tese da isonomia fiscal busca a igualdade”. É uma típica frase que não diz nada, pois não há isonomia que não busque a igualdade. Para duas ou mais pessoas de nomes iguais, a palavra é homonímia.

2º) letra (a). No fim de um requerimento, é comum pedirmos deferimento, ou seja, que o requerimento seja aprovado. Certa vez, li num bom jornal: “Juiz deferiu favoravelmente o pedido do réu”. Temos aqui uma redundância, pois, se o juiz deferiu, só pode ter sido “favoravelmente”. Todo deferimento é um despacho favorável. E não devemos confundir deferir com diferir, que significa “fazer diferença” (=diferenciar, diferençar).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s